Arquitetura

A IMPORTÂNCIA DA ARQUITETURA PARA AS MARCAS E NEGÓCIOS

Passamos 90% do dia confinados em espaços construídos. A arquitetura está presente em tudo à nossa volta, impactando nossas emoções, decisões e mudanças de comportamento.

Projetos de Arquitetura e Design são mais do que espaços bem decorados. A arquitetura é um elemento otimizador em nossas vidas e negócios.

Por isso é importante entender que Arquitetura Comercial e Corporativa vai além da funcionalidade – estética – ergonomia: ela preconiza a experiência, o bem estar e, consequentemente, nossa produtividade.

Branding + Arquitetura
icones-03

Percepção

Perceber um espaço atrativo para todos os sentidos aumenta seu bem estar e sua vontade de estar ali. Projetos de arquitetura construídos estrategicamente geram respostas fisiológicas e hormonais diretamente ou indiretamente.

icones-01

Valor

Experiências positivas refletem o grau de importância que lhe foi apresentado e percebido, portanto, aumentam a chance de validação, revisitação e indicação. Por isso, é importante alinhar o projeto de arquitetura com o posicionamento e essência da marca em busca de valor e evolução para o negócio.

icones-02

Experiência

A arquitetura comercial ou corporativa despertam sentimentos variados. Criar experiência em um local pensado para pessoas é desafiador e essencial. É necessário se conectar às sensações positivas da marca e do projeto arquitetônico.

HUMANIZAÇÃO

Pessoas compram de pessoas, convivem com pessoas, produzem com e para pessoas. O elemento “humano” deve ser o ponto chave do processo de diferenciação de um projeto tradicional para um realmente conectado com as pessoas e focado em resultados evidentes como criatividade, concentração e produtividade, que serão sentidos e valorizados.

ADEQUAÇÃO

O sucesso de um ambiente bem planejado e bem construído está totalmente alinhado com as expectativas orçamentárias de investimento e de retorno.

Adequação é definir um ponto de equilíbrio entre o que é belo e o que funciona especificamente para o seu negócio.

DESIGN

O design do ambiente, seja ponto comercial ou corporativo, deve ser funcional, prático, sustentável e esteticamente marcante. Uma fachada, uma recepção ou uma vitrine são a “porta de entrada” para todas as outras experiências da marca.

A tecnologia e a sustentabilidade tornaram projetos viáveis e acessíveis, valorizando a vida das pessoas que utilizam espaços bem projetados.

ARQUITETURA
SUSTENTÁVEL

Por Priscila Colaço, Exame.

Há alguns anos a arquitetura sustentável deixou de ser uma tendência para virar uma realidade incorporada ao mercado e à sociedade brasileira.

Prova disso é que o Brasil é o quarto país do mundo com maior número de processos de certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), reconhecimento concedido pela ONG Green Building Council.


Para receber o selo é necessário que as construções causem o mínimo impacto possível ao local onde serão erguidas e priorizem: a criação de paisagismo com vegetação nativa; o uso de matéria-prima local; a reciclagem de restos de construções; a instalação de fontes de energia renováveis e sistemas hidráulicos voltados à economia de água; instalação de telhados verdes e jardins verticais; reutilização da água da chuva, entre vários outros itens.


Por todas essas exigências, não é à toa que os benefícios ecológicos recebem os holofotes quando a sustentabilidade na arquitetura está em pauta.


Contudo, é curioso notar que, mesmo após tanto tempo, a maioria das pessoas associa a arquitetura verde somente ao cuidado com o meio ambiente, quando na verdade estamos falando de algo muito mais amplo, que envolve bem-estar social, trabalho, saúde e, claro, negócios. Muitos negócios.

FICOU COM
ALGUMA DÚVIDA?

CHAME
A GENTE.

Como podemos te ajudar hoje? Esse é o canal que você fala direto com a gente.

QUEM JÁ PASSOU PELA EXPERIÊNCIA COM A GENTE